Polir as alianças

 

   O amor conjugal possui fases, que precisam ser vividas intensamente no seu devido tempo. A primeira delas é a atração. Muitos sabemos, talvez por experiência própria, que num dado momento – um tanto mágico e inexplicável – uma pessoa passa a exercer um fascínio sobre nós. Não é fácil explicar ou definir essa atração, mas sabemos que existe. Inclusive pode ela pode surgir entre pessoas que sequer se conhecem.

CLIQUE AQUI PARA LER O TEXTO COMPLETO

Como formar pessoas que não fazem bullying

Precisamos nos lembrar que formar pessoas implica em transformar impulsos em capacidade de afeto, em costurar um sentido para a vida de cada um dos pequenos criando-os com autoestima. A possibilidade de afeto e de autoestima abre as portas a sujeitos que se cuidam e cuidam dos demais.

Como fazer isso?

Na simplicidade do convívio cotidiano. A capacidade de afeto se forma através dos limites firmes, bem definidos, sustentados com determinação e paciência. Resistirem a todas as frustrações e sentimentos que os limites promovem quando bem colocados e perceberem que apesar de todas as reações esdrúxulas são amados, torna-os capazes de afeto.

CLIQUE AQUI PARA LER O TEXTO COMPLETO

 

Reflexões sobre o Bullying

Nos últimos anos vem crescendo consideravelmente a discussão em torno do Bullyng. Muitas atitudes  ganham esse “status” e de modo geral, as pessoas se preocupam bastante com a possibilidade de que seus filhos sofram esse tipo de agressão.

Por definição encontramos:  “Forma de violência que, sendo verbal ou física, acontece de modo repetitivo e persistente, sendo direcionada contra um ou mais colegas, caracterizando-se por atingir os mais fracos de modo a intimidar, humilhar ou

maltratar os que são alvos dessas agressões”. (Dicionário Online).

CLIQUE AQUI PARA LER O TEXTO COMPLETO

 

Text Widget

Placerat vel augue vitae aliquam tinciuntool sed hendrerit diam in mattis ollis don ec tincidunt magna nullam hedrerit pellen tesque pelle.